,

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE INFORMA SOBRE VACINAÇÃO DO HPV E MENINGO C

Campanha nacional vai incentivar vacinação de adolescentes nas escolas, por meio da parceria entre Ministério da Saúde e da Educação

A vacinação contra HPV que já faz parte do calendário vacinal das meninas, agora também foi ampliada na oferta de vacina contra HPV para meninos de 11 a 15 anos incompletos (até 14 anos, 11 meses e 29 dias). Até 2016, o foco da campanha eram as meninas. Segundo Secretária de Saúde do município de Crissiumal – Suelen Cocco – “um dos grandes desafios é a dificuldade de adesão dos adolescentes à vacinação. Esta parceria entre Saúde e Educação vai incentivá-los a serem vacinados, a ficarem protegidos contra as duas doenças, o HPV e a Meningite”.

“Nós temos que cuidar da imunização das nossas crianças, porque as estatísticas e estudos internacionais demonstram que, de fato, a vacina ajuda a reduzir os casos de câncer [genital] nessas pessoas imunizadas. Então, é mobilizar a sociedade e imunizar as pessoas”, refere Suelen.

“Toda imunização na faixa adolescente é baixa, porque ele não se sente na necessidade de cuidar da saúde. Ele está em uma fase da vida que acha que está podendo e que realmente não procura uma unidade de saúde. Então, se os pais não forem muito determinados em levá-lo a uma unidade de saúde, ele acaba não comparecendo. É por isso que a parceria com o Saúde na Escola vai fazer a grande diferença nesta faixa [etária]”, explicou.

No município de Crissiumal, estão sendo realizadas vacinas junto as Unidades de Saúde, conforme procura de pais e adolescentes. Mas está sendo feita mobilização, levantamento de dados, realização de pedido, para após as férias realizar campanhas de vacinas em todas as escolas, segundo enfermeira Maria Helena Thiesen, coordenadora do Programa de Imunizações da SMS de Crissiumal.

Falando sobre a prevenção

A vacina contra o HPV contribui para redução da incidência do câncer de colo de útero e vulva nas mulheres. A imunização também previne câncer de pênis, ânus, verrugas genitais, boca e orofaringe. Pesquisa realizada nos Estados Unidos, onde há vacinação desde 2006, apontou redução de 88% da infecção oral por HPV. Estudo realizado com homens de 18 a 70 anos do Brasil, México e Estados Unidos, aponta que os brasileiros têm mais infecção por HPV que mexicanos e norte-americanos, com índices de 72% no Brasil, 62% no México e 61% nos Estados Unidos. A pesquisa apontou ainda que a incidência de câncer do pênis no país é três vezes maior que entre os norte-americanos.

Meningite C

Já a vacina contra meningite C era oferecida, até o ano passado, em duas doses aos 3 e 5 meses de idade, com um reforço aplicado 1 ano e 3 meses. A partir deste ano, o Ministério da Saúde incluiu um reforço da vacina para adolescentes de 12 a 14 anos incompletos. A inclusão dos adolescentes no público-alvo da vacina contra meningite C ocorreu, porque pode haver uma diminuição da proteção contra a doença com o passar dos anos, após a imunização feita na infância. Portanto, nas escolas serão realizadas as duas vacinas, contra HPV e contra Meningite.

Falando sobre o HPV

Sinônimos: vírus do papiloma humano. HPV é um vírus que atinge a pele e as mucosas, podendo causar verrugas ou lesões percursoras de câncer, como o câncer de colo de útero, garganta ou ânus. O nome HPV é uma sigla inglesa para “Papiloma vírus humano” e cada tipo de HPV pode causar verrugas em diferentes partes do corpo.

Tipos

Existem mais de 200 tipos de HPV. Até hoje 150 deles já foram identificados e sequenciados geneticamente. Entre esses tipos, 14 apenas podem causar lesões precursoras de câncer, como o câncer de colo de útero, garganta ou ânus. 70% dessas lesões são causadas pelos HPVs tipo 16 e 18, enquanto o HPV 31, 33, 45 e outros tipos menos comuns são encontradas nos casos restantes. Já os HPVs tipo 6 e 11 também são bastante comuns em mulheres, mas causam apenas verrugas genitais.

O tipo de HPV é detectado através de dois tipos de exames: o teste genético PCR e o teste de captura híbrida. Esses testes podem trazer informações como o tipo, a carga viral ou até marcar se esse HPV é ou não oncogênico, ou seja, se pode evoluir para um câncer.

 Causas

O HPV é um vírus que se transmite no contato pele com pele, por isso pode ser considerado uma doença sexualmente transmissível, até porque 98% das transmissões ocorrem através do contato sexual. Mas diferente das outras DSTs, não é preciso haver troca de fluídos para que a transmissão ocorra: só o contato do pênis com a vagina, por exemplo, já ocasiona a transmissão do vírus.

O uso da camisinha é uma proteção importante para evitar a transmissão do HPV e não deve ser esquecida mesmo durante o sexo anal ou sexo oral. A camisinha feminina é uma boa aliada, pois ela permite um contato menor ainda entre a pele dos parceiros.

Outras formas de transmissão, muito mais raras, são pelo contato com verrugas de pele, compartilhamento de roupas íntimas ou toalhas e, por fim, a transmissão vertical, ou seja, da mãe para o feto, que pode ocorrer durante o parto.

O vírus pode ser transmitido mesmo quando a pessoa não percebe ter os sintomas. Outro ponto sobre o HPV é que apesar de os sintomas normalmente se manifestarem após entre dois e oito meses da infecção, ele pode ficar encubado, ou seja, presente no organismo, mas sem se manifestar, por até 20 anos. Por isso é praticamente impossível saber quando ou como a pessoa foi infectada pelo HPV.

Fatores de risco

Quaisquer pessoas que tenham uma vida sexual ativa estão em risco de entrar em contato com algum dos tipos de HPV. No entanto alguns fatores de risco aumentam a chance de esse contato ocorrer:

  • Sexo sem proteção
  • Vida sexual precoce
  • Múltiplos parceiros
  • Não fazer exames de rotina
  • Imunodepressão, ou seja, a queda do sistema imunológico
  • Presença de outras doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Além disso, os fatores de risco para câncer associado ao HPV são alterações da resposta imunológica em nosso organismo, como:

  • Múltiplas gestações
  • Uso de contraceptivos orais de alta dose por tempo prolongado
  • Tabagismo
  • Infecção pelo HIV
  • Tratamento com quimioterapia, radioterapia ou imunossupressores
  • Presença de outras doenças sexualmente transmitidas, como herpes simples e clamídia.

Sintomas do HPV

O principal sintoma do HPV é o surgimento de verrugas ou lesões na pele, normalmente uma manchinha branca ou acastanhada que coça. Muitas vezes, no entanto, a lesão pode não ser visível a olho nu, aparecendo em exames como colposcopia, vulvoscopia e peniscopia.

  • Sintomas que podem sinalizar uma DST
  • Corrimento vaginal pode indicar DSTs

Normalmente as lesões do HPV aparecem na região genital, mas podem ocorrer em outras partes do corpo. Veja as mais comuns:

  • No organismo feminino, as lesões costumam se desenvolver na vulva, vagina, colo do útero
  • Na genitália masculina, o pênis é o local mais comum para aparecimento do HPV
  • Em ambos os gêneros, o ânus, garganta, boca, pés e mãos são locais em que o vírus do HPV costuma se manifestar.

Mais de 90% das pessoas conseguem eliminar o vírus do HPV do organismo naturalmente, sem ter manifestações clínicas

 

,

HOSPITAL ADESCO AGRADECE DE MODO ESPECIAL À COOPERATIVA SICREDI DE HUMAITÁ E AO PODER JUDICIÁRIO

Os esforços de nossa Equipe Hospitalar e Direção em busca de recursos financeiros nas mais diversas instituições têm como objetivo adquirir equipamentos para garantir uma maior segurança nos atendimentos prestados, tanto para a equipe médica, de enfermagem quando para o próprio paciente.

Essas colaborações são primordiais para mantermos as portas do Hospital sempre abertas. Atendendo nossos pacientes com equipamentos de tecnologia de ponta.

Para que nossos objetivos fossem alcançados contamos com o apoio da Instituição de Crédito do nosso Município a Cooperativa SICREDI. Sempre disposta em colaborar com doações para então suprir nossas necessidades.

No sábado dia 1º de Julho o Presidente do Hospital ADESCO Sr.º Adair de Azevedo juntamente com o Vice Presidente Adelino Schmaltz, a convite da Direção da Cooperativa SICREDI foram a Três de Maio participar de uma solenidade onde a mesma fez uma doação de R$ 10.000,00 (Dez mil reais), ao Hospital, através de um projeto já realizado para aquisição de um Monitor Multiparamétrico. Em contrapartida o Hospital completará com R$ 3.500,00 (Três mil e quinhentos reais), para a aquisição do aparelho.

A Entidade ADESCO recebeu também mediante projeto do Poder Judiciário representado pelo Dr.º Diego Dezorzi Juiz de direito de nossa comarca, o valor de R$ 10.000,00 (Dez mil reais), para então adquirir uma Bomba de Infusão  acompanhado de Carrinho de Emergência para ser usado por médicos e enfermeiras quando acontece uma parada Cardíaca em pacientes, para prestar uma assistência segura e eficiente aos pacientes.

A Direção, Funcionários, Diretoria do ADESCO sensibilizados com estas ajudas vem em público agradecer e dizer a Cooperativa SICREDI, ao Ministério Público, que o exemplo deste gesto sirva para todos exercer a cidadania e promover o bem comum.

,

Gestantes de Crissiumal receberam bolsas personalizadas, durante encontro do Grupo

O encontro aconteceu, na tarde desta quinta-feira, no HCC

Gestantes crissiumalenses participaram, na tarde desta quinta-feira, dia 08 de junho, do encontro do Grupo de Gestantes, junto ao Hospital de Caridade de Crissiumal (HCC).

O Grupo de Gestantes reúne-se uma vez por mês, normalmente, na primeira quinta-feira de cada mês. Em cada encontro são discutidos temas relacionados à gestação, parto, puerpério e cuidado com o recém- nascido.

Durante o encontro desta tarde, a enfermeira Maria Helena, do Setor de Imunizações da SMS, orientou as gestantes sobre as vacinas, suas evoluções, a importância das mesmas, para a prevenção de doenças erradicadas e sobre possíveis reações. As futuras mamães foram informadas sobre os prazos para a realização do teste do pezinho, a abrangência deste e a importância do cumprimento do calendário.

Ainda, a Assistente Social da Secretaria de Saúde (SMS), abordou às participantes, assuntos relacionados aos direitos e deveres das gestantes; como direitos sociais, trabalhistas e ao Pré-Natal.  Também foi debatido sobre planejamento familiar, onde inclui os métodos de contracepção definitivos, ou não, e as formas de acesso; além disso, foi debatido sobre a paternidade e a maternidade consciente.

Ao término do encontro, foi entregue às participantes lindas bolsas de gestantes e, também, servido um lanche a todas.

Considerando a importância de orientar as futuras mamães, com o acompanhamento de profissionais da saúde e oferecer condições de saúde para a mãe e o bebê, a Secretaria Municipal de Saúde convida todas as gestantes, dos cinco ESF’s do município, para participarem do Grupo de Gestantes, inclusive, as gestantes que realizam o Pré-Natal na rede particular.

Fonte/Foto: Assessoria de Imprensa PMC/Secretaria Municipal de Saúde de Crissiumal

,

Secretaria Municipal da Saúde abre inscrições para Grupo de Combate ao Tabagismo

As inscrições serão feitas até dia 19 de junho, junto ao ESF de referência de cada cidadão. E os encontros iniciarão dia 29 de junho, pela parte da tarde.

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que 40% da população mundial adulta, isto é, 2,8 bilhões de pessoas (entre as quais 200 milhões de mulheres), sejam fumantes. Pesquisas comprovam que aproximadamente 47% de toda a população masculina e 12% da população feminina no mundo fumam. Enquanto nos países em desenvolvimento os fumantes constituem 48% da população masculina e 7% da população feminina, nos países desenvolvidos a participação das mulheres mais do que triplica: 42% dos homens e 24% das mulheres têm o comportamento de fumar.

Se você quer mudar sua vida, buscar mais saúde e bem estar, aproveite a oportunidade de ficar livre deste vício. Cuide-se!

Uma Ação da Secretaria Municipal da Saúde de Crissiumal

 

,

Maio é o mês de Luta Contra o Câncer Bucal

A Secretaria Municipal de Saúde de Crissiumal orienta sobre prevenção e diagnóstico precoce

A Secretaria de Saúde de Crissiumal, ESF I e II através da Cirurgiã Dentista Fernanda Severnini e da Auxiliar em Saúde Bucal Carine Nunes vem orientar sobre a prevenção e o diagnostico precoce do câncer bucal.

O câncer bucal ou oral se caracteriza por tumores malignos que acometem a boca e parte da garganta. Pode se desenvolver nos lábios, língua (principalmente nas bordas), céu da boca (palato), gengiva, bochechas, amígdala, assoalho bucal e glândulas salivares.

Os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de boca são o fumo e o álcool, que quando associados potencializam o risco de câncer de boca. Outros fatores associados ao risco de câncer bucal são a falta de higiene bucal; a alimentação pobre em vitaminas e minerais, principalmente em vitamina C e o vírus HPV. A exposição excessiva ao sol também aumenta o risco de desenvolvimento do câncer do lábio (principalmente o inferior), fator este que serve de alerta em nossa região devido ao alto número de agricultores.

Sinais e sintomas de alerta para o câncer de boca (podem não ser câncer, mas precisam ser investigados): lesões que não cicatrizam em até 15 dias, manchas vermelhas ou esbranquiçadas, sangramentos, nódulos (caroços) na região do pescoço e ronquidão persistente. Em fase avançada, a pessoa pode apresentar dificuldade de falar, engolir e mastigar, dor e mau hálito.

O diagnóstico é realizado através do exame clínico feito pelo dentista. Também é importante o autoexame da boca, feito pelo próprio paciente em casa, em frente ao espelho, detectando qualquer lesão suspeita deve-se procurar um profissional da saúde.

Pessoas com mais de 40 anos, que fumam e bebem devem estar mais atentas e ter sua boca examinada por profissional de saúde (dentista ou médico) pelo menos uma vez ao ano.

Prevenção do câncer bucal:

  • Evite ou reduza o consumo de fumo e de álcool;
  • Mantenha uma boa higiene bucal;
  • Faça uma alimentação rica em frutas, verduras e legumes;
  • Use preservativo, inclusive no sexo oral;
  • Visite o dentista regularmente, converse com seu médico e informe-se sobre o exame clínico da boca.

O câncer de boca tem cura, principalmente se diagnosticado e tratado nas fases iniciais.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de Crissiumal

,

Com agravamento da osteoporose, mãe cadeirante pede ajuda para adquirir Cadeira de Rodas Stund-Up

Claudia Voss Nass, 42 anos

É sempre muito difícil para uma pessoa encarar as mudanças quando está no auge de sua vitalidade, com a mente repleta de sonhos, desafios e metas a serem cumpridas, quando o destino acaba impondo limitações físicas, em virtude de um acidente, uma doença ou demais motivos. A crissiumalense Claudia Voss Nass (42 anos), está sentindo na pele as dificuldades da vida sobre uma cadeira de rodas, e agora, precisa do apoio e ajuda das pessoas de bom coração para que possa ter uma vida mais digna, saudável e com mais autonomia.

Claudia atuava como professora em uma escola da cidade de Crissiumal e, como morava no interior com seus pais, precisava se descolar diariamente de moto até a cidade. Porém, no dia 13 de outubro do ano de 1999, sofreu um acidente nas proximidades de Vista Alegre, onde colidiu de moto contra o veículo de um motorista embriagado, que havia fechado sua frente na pista. Sem nenhum equipamento de primeiros socorros como, colar cervical, maca, materiais de imobilização e sem esperar pela ambulância e atendimento profissional, populares a levaram de carro até o hospital de Crissiumal. Já estando em um estado físico vulnerável, os ferimentos acabaram comprometendo sua medula óssea. Mesmo com diversos procedimentos cirúrgicos e terapias, Claudia acabou perdendo o movimento dos membros inferiores. Aos 25 anos de idade, via-se paraplégica e sentada em uma cadeira de rodas.

Por ser uma mulher muito otimista e batalhadora, sua limitação física não a impediu de continuar lutando pelos seus sonhos, e o principal deles se tornou realidade há quatro anos, quando deu a luz ao seu filho – Vitor Davi.

Claudia com seu filho Vitor

Uma cuidadora com experiência lhe auxilia em período integral, dando conta dos afazeres domésticos e também acompanhando onde for necessário.

A Osteoporose

Por ser cadeirante há mais de 17 anos, a falta de movimentação dos membros inferiores acabou desenvolvendo osteoporose. Seu médico lhe explicou que, com o passar do tempo é comum a osteoporose se desenvolver em cadeirantes. Para o cálcio ser absorvido nos ossos, ele precisa de um impulso elétrico, um estímulo/pressão, e quando a pessoa está sentada ela não faz pressão nos membros inferiores. Na coluna de Claudia a osteoporose já está no limite, mas o problema maior está nas pernas, onde já se tornou uma osteoporose severa.

A solução para que cadeirantes possam ficar em pé é utilizar uma cadeira de rodas especial, denominada Stand-Up, porém, o SUS ainda não fornece esse tipo de cadeiras e o custo para aquisição é elevado.

Modelo de Cadeira que Claudia necessita

Cadeira de Rodas Stand-Up

Esse tipo de cadeira de rodas oferece muitos benefícios aos cadeirantes, podendo evitar a osteoporose,

melhorar a circulação sanguínea, evitar a formação de escaras (úlceras de pressão; feridas), melhorar a respiração, melhorar a função intestinal. Também proporciona maior autonomia, pois, ficar em pé facilita o acesso às coisas posicionadas mais no alto.

Uma cadeira de rodas Stand-Up custa em torno de R$ 7.000,00. Há também fabricantes brasileiros, inclusive, a empresa Freedom de Pelotas-RS, possui selo de qualidade e tem seus produtos recomendados por especialistas. A cadeira precisa ser produzida sob medida.

Avanço da osteoporose exige cadeira especial

Claudia ainda é uma mulher jovem, porém, a osteoporose está se agravando cada vez mais e sua saúde está sendo comprometida. O fato é que sua renda é baixa e não dá conta de comprar ou financiar uma cadeira de rodas Stand-Up, pois precisa pagar sua cuidadora, pagar todas as contas da casa, do supermercado, farmácia e acima de tudo, tem um filho pequeno para criar. Por isso, é necessário que seja desenvolvida uma Campanha para arrecadar o dinheiro necessário para aquisição deste equipamento, de modo que Claudia tenha a oportunidade de viver uma vida mais saudável ao lado de seu filho, familiares e amigos.

As pessoas que gostariam de apoiar esta campanha e auxiliar esta mãe cadeirante que está pedindo ajuda, podem fazer depósitos na seguinte conta bancária: 

Sicredi – Agência 0306 / Conta 6588-9

,

Campanha da Vacinação em Crissiumal

No sábado, dia 13 de maio, o Ministério da Saúde realizou o Dia D de mobilização contra a gripe em postos de vacinação de todo o país.

Em Crissiumal, apesar do tempo chuvoso, cerca de 100 pessoas foram vacinadas no Posto de Saúde Central. Entre os grupos prioritários, a procura por vacinação para crianças atingiu as expectativas, sendo imunizadas, aproximadamente, 70 crianças, somente no sábado.

A meta, neste ano, é vacinar 90% do público-alvo, até o fim da Campanha. Entretanto, a Secretaria Municipal de Saúde alerta, que a procura por vacinação, dos grupos prioritários, está abaixo do esperado, considerando, poucos dias para o final da Campanha. E, principalmente, a procura por imunização dos professores, que foram incluídos nos grupos contemplados, este ano, também está muito baixa no município.

De acordo com Ministério da Saúde, a vacina demora, pelo menos, 15 dias para fazer efeito, por isso, a importância da vacinação o quanto antes para evitar o contato com o vírus.

Os pais que, ainda, não puderam levar seus filhos para vacinar ou quem está nos grupos indicados para tomar vacina terão, na quarta-feira, dia 17 de maio, mais uma oportunidade para se imunizar. A Secretaria Municipal de Saúde terá, no Posto Central (ESF’s 1 e 2), o funcionamento com horário diferenciado. O atendimento será exclusivo para vacinas, das 17h até às 19h. A vacinação continua nos horários normais, de segunda a sexta-feira, em todos os ESF’s, até o dia 26 de maio.

A vacina desta campanha é trivalente, com componentes dos vírus H1N1, H3N2 e B. As doses estão disponíveis nos postos de saúde para pessoas mais suscetíveis a desenvolver complicações devido ao vírus. Fazem parte do grupo de pessoas que pode se vacinar: Crianças de 6 meses até 5 anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; gestantes, puérperas (mulheres no período até 45 dias após o parto); pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além dos professores.

Ainda, de acordo com informações repassadas pela Secretaria, após a vacinação dos grupos prioritários e se houver sobras de vacinas, há a possibilidade de ser disponibilizada à população em geral. Porém, é aguardada a confirmação da liberação da mesma.

Por: Andréia Queiroz – Jornalista e Assessora de Imprensa da Prefeitura de Crissiumal

,

Dia de combate ao Aedes em Crissiumal

No dia 25 de março no turno da manhã, a equipe de Vigilância em Saúde em parceria com a Associação dos Gremistas de Crissiumal (AGC) e também os membros da Confraria Colorada, realizarão uma grande atividade pelas ruas da cidade, distribuindo adesivos para os veículos e também panfletos, com informações importantes em relação aos cuidados com o Aedes e as principais medidas de prevenção.

ATENÇÃO!!!

Combate ao mosquito Aedes aegypti

O mosquito da dengue também transmite chikungunya e o vírus zika. Mobilize sua família e elimine a água parada, ajudando, assim, a combater os focos que podem virar criadouro do Aedes aegypti.

Cuidados Gerais

Prevenção/Proteção

  • Utilize telas em janelas e portas, use roupas compridas – calças e blusas – e, se vestir roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas.
  • Fique, preferencialmente, em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.

Cuidados

  • Caso observe o aparecimento de manchas vermelhas na pele, olhos avermelhados ou febre, busque um serviço de saúde para atendimento.
  • Não tome qualquer medicamento por conta própria.
  • Procure orientação sobre planejamento reprodutivo e os métodos contraceptivos nas Unidades Básicas de Saúde.

Informação

  • Utilize informações dos sites institucionais, como o do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais e municiais de saúde.
  • Se deseja engravidar: busque orientação com um profissional de saúde e tire todas as dúvidas para avaliar sua decisão.
  • Se não deseja engravidar: busque orientação médica sobre métodos contraceptivos.

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados e distribuídos por diversos criadouros.

Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do Aedes aegypti. Veja as principais orientações:

Cuidados dentro das casas e apartamentos

  •  Tampe os tonéis e caixas d’água;
  •  Mantenha as calhas sempre limpas;
  •  Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
  •  Mantenha lixeiras bem tampadas;
  •  Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
  •  Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
  •  Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
  •  Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

Área externa de casas e condomínios

  •  Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
  •  Limpe ralos e canaletas externas;
  •  Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
  •  Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;
  •  Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa.
,

Saúde no cardápio – Hábito de abrir pacotes torna-se mais comum que descascar alimentos

Segundo a nutricionista responsável pela alimentação escolar de Nova Candelária, uma rotina alimentar saudável contribui para o desenvolvimento da criança

A infância corresponde ao período de formação dos hábitos nutricionais da vida adulta. É nessa fase que se fundam as bases para uma alimentação balanceada e saudável, que inicia no lar e se estende ao ambiente escolar, onde o aluno passa grande parte do tempo.

A rotina apressada do dia-a-dia, faz com que muitas famílias optem por almoços rápidos, básicos e fáceis de preparar, aumentando assim a importância de um cardápio escolar equilibrado. De acordo a nutricionista Tanise Dalla Rosa, é no primeiro período da infância que ocorre a apresentação de diferentes sabores, texturas, cores e aromas. “Nós adultos somos responsáveis por esta apresentação e auxilio nas escolhas, saudáveis ou não saudáveis, participando diretamente no crescimento, desenvolvimento e desempenho”, comentou a nutricionista.

Nutricionista Tanise Dalla Rosa

As escolas possuem papel fundamental básico na formação educacional, bem como também na educação alimentar. Desta forma, os alunos acabam sendo multiplicadores desse saber em seu ambiente de convívio, o que reflete em longo prazo na qualidade de vida e longevidade de uma determinada população. De acordo com Tanise, para elaborar um cardápio escolar, é necessária muita pesquisa prévia. “Precisamos adequar as faixas etárias aos perfis epidemiológicos das populações atendidas, respeitando os hábitos alimentares de cada localidade e a sua vocação agrícola com utilização de produtos da sua região. Mas também exigências técnicas perpassam a estética de um cardápio, que demandam atenção nas regras do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE e através de Notas Técnicas”, afirma Tanise.

Dentre as várias exigências, destacam-se algumas: Atender percentual mínimo de calorias, proteínas, carboidratos, lipídeos e micronutrientes de cada faixa etária e período escolar; ofertar cardápio aos alunos com necessidades nutricionais especiais especificas, tais como doença celíaca, diabetes, hipertensão, anemias, alergias e intolerâncias alimentares; deve-se  ofertar hortaliças e frutas toda semana; é necessário a cautela no consumo de açúcar, gorduras, e sódio (sal), respeitando as quantidades máximas permitidas, bem como evitar a aquisição de gêneros da lista  de restrições que possuem  excesso de sódio, açúcar, gordura e conservantes (refrigerante, salsicha, sucos artificiais, néctar, chocolates, enlatados, embutidos). “Com base nisso, existem muitos cuidados necessários na elaboração e execução dos cardápios, para que também os mesmos possam ser apreciáveis pelos alunos atendidos”, enfatiza.

Existem regras alimentares que devem ser seguidas em uma escola?

Os alunos seguem o cardápio previsto. Só entra alimentos permitidos pela Nutricionista, exceto em ocasiões como festas de aniversários que algumas turmas ainda fazem, que a escola disponibiliza termo de responsabilização para os pais, na entrada de alimentos para a ocasião, onde os mesmos se responsabilizam por todo e qualquer prejuízo que vier a causar este alimento externo aos alunos, bem como a oferta de alimento especial para os alunos com necessidades alimentares específicas.

Em que aspectos podemos diferenciar a alimentação da escola com a de casa?

Na escola existe cardápio para cada faixa etária, com horários estabelecidos, com oferta constante e saudável de alimentos minimante processados e socialização na hora das refeições a mesa. Em casa, o hábito de preparar a refeição está se perdendo dando força ao ato de ‘abrir pacotes’ ao invés de ‘descascar’. Esta atitude se tornou muito mais prática, mas não benéfica a saúde. Entretanto, nada impede uma família de iniciar hábitos saudáveis com pequenas mudanças, como sentar-se todos a mesa para comer ‘comida de verdade’, valorizar o que se planta na horta, preferir alimentos que são menos processados, evitando os excessos, como gordura, sal, açúcar, deixando de lado a compra e consumo de alimentos prejudiciais à saúde.

Uma alimentação adequada, contribui no desenvolvimento e aprendizado dos alunos?

Os alunos que estão bem alimentados apresentam maior aproveitamento e rendimento escolar, reduzindo os níveis de absenteísmo, repetência e vasão escolar, além de contribuir ao equilíbrio necessário para o crescimento e desenvolvimento e a manutenção das defesas imunológicas adequadas. Já o consumo alimentar errôneo, por longos períodos, resulta em déficit de nutrientes, trazendo consequências para as crianças e adolescentes, retardo no desenvolvimento, redução na atividade física, diminuição na capacidade de aprendizagem, baixa resistência as infecções e maior suscetibilidade a doenças.

Existem casos de intervenções nutricionais na família, devido um mal comportamento alimentar?

Os casos mais comuns se apresentam nos primeiros anos de vida, pois os filhos refletem o comportamento dos pais, e ainda não são críticos frente as escolhas, necessitando intervenção familiar para mudança de comportamento. Também há casos de crianças com necessidade especificas de alimentação que são abordadas pontualmente com os pais, e esclarecidas dúvidas quanto a patologia e cardápios. Este trabalho de intervenção com a família sempre se busca realizar junto com a Psicóloga Educacional para obter melhores resultados.

Por: Dalvane Rafael – Jornalista – Assessor de Imprensa da Prefeitura de Nova Candelária

,

Você sabe porque envelhecemos e adoecemos?

Psicoterapeuta vem desenvolvendo moderna técnica de modulação hormonal em Horizontina

A partir da meia idade (40 a 50 anos), nosso “relógio biológico” determina uma redução progressiva da produção de hormônios pelas glândulas do nosso corpo. Isso desencadeia os sintomas tão marcantes da menopausa na mulher. Só que no homem a andropausa é mais disfarçada, pouco valorizada. Numa faixa variável de idade dos homens (45 a 55 anos), ocorrem vários sintomas indicativos do déficit de testosterona, como aumento de peso e gordura localizada na barriga, redução da libido com distúrbios variáveis de ereção peniana, calvície, comportamento mais ansioso, mais rabugento ou depressivo. Da mesma forma coincide com a época que começam ocorrer os problemas cardiovasculares (em ambos os sexos).

Dr. Brandão com Lair Ribeiro

Dr. Brandão com Lair Ribeiro

Atualmente existe um novo modelo médico que trabalha no sentido da manutenção do equilíbrio hormonal, utilizando hormônios bioidênticos, os quais tem a mesma estrutura molecular dos hormônios produzidos por nossas glândulas, livres dos efeitos colaterais provocados pelos hormônios sintéticos usados na reposição hormonal tradicional.

Portanto, através da MODULAÇÃO HORMONAL, pode-se prevenir os desequilíbrios hormonais do envelhecimento e das doenças. “Claro que este programa de qualidade de vida deve estar vinculado ao desenvolvimento de um estilo saudável de vive”, diz o Dr.

Gentil Brandão de Souza, médico há 32 anos, psicoterapeuta, estudioso do comportamento humano e pesquisador dos estados de cura. Ele é fundador do IPPEC (Instituto de Pesquisa e Promoção dos Estados de Cura) e vem trabalhando a modulação hormonal também em Santa Rosa.  Na foto, o Dr. Brandão em um curso com Lair Ribeiro, um dos médicos que trouxeram e estão semeando no Brasil este novo modelo de medicina.

Veja mais informações nos seguintes links:
http://brandaoippec.com/
https://www.facebook.com/IPPECHZ/?fref=ts

Modulação Hormonal  Bioidêntica

Para você envelhecer com saúde.

11723_178257758994753_1311000616_nComo você quer estar quando chegar aos 80 anos? Imagine tendo como prevenir a formação da placa coronariana, que só iria dar sinais de dor no coração(angina), quando uma pessoa  estivesse com 70% da circulação comprometida. Imagine que uma mulher possa evitar os desagradáveis sintomas e consequências que acompanham a menopausa e TPM. E em ambos os sexos, com o decorrer da idade manter a disposição geral, a memória, a libido sexual e sua alegria de viver.

Estas e várias outras possibilidades terapêuticas preventivas estão disponíveis neste novo modelo de atenção à saúde, chamada Modulação Hormonal Bioidêntica, onde se usam hormônios bioidênticos(classificados como suplementos isomoleculares), que tem a mesma estrutura molecular dos produzidos pelas glândulas do corpo. E uma vez que sejam usados dentro de critérios clínicos personalizados e baseados em exames laboratoriais da saliva, estão livres de efeitos colaterais. No Google acadêmico existe uma vasta literatura à respeito.

Via de regra, atualmente, quando uma pessoa procura um médico já apresentando sintomas de carência hormonal, a reposição é realizada baseando-se em exames de sangue e utilizando-se hormônios sintéticos da indústria farmacêutica.

Convivemos em um modelo de medicina onde as poderosas multinacionais farmacêuticas manipulam a informação e influenciam a formação médica universitária, tudo para ter o paciente cronicamente dependente de medicação e de seus efeitos colaterais. Claro que não podemos negar que em algumas áreas realmente houveram grandes avanços medicamentosos, propiciando melhor qualidade de vida a todos nós.

modulacao-hormonal-bioidentica

Se você não achar tempo hoje, para cuidar de sua saúde, no futuro, terá que achar tempo e dinheiro para tratar de sua doença”.

Há mais de uma década, observa-se nos países mais desenvolvidos o crescimento de uma medicina preventiva, visando uma longevidade saudável, uma vez que não adianta nada uma pessoa chegar aos noventa anos sem reconhecer seus familiares, usando fraldas, de cadeira de rodas e se intoxicando com vários medicamentos. Podemos sim, adentrar na 3ª idade, sem adoecer, o que requer em primeiro lugar, rever alguns falsos conceitos, buscarmos o conhecimento e novas atitudes  saudáveis de viver.

Você está consciente de que suas atitudes e escolhas de hoje, irão se refletir em sua qualidade de vida daqui 10, 20 ou 30 anos??  Com qualquer idade que estiver, sempre é tempo de começar.

Este novo modelo de medicina preventiva inclui:

  1. Mudança de hábitos nocivos com implementação de um estilo saudável de viver.
  2. Nutrição equilibrada com suplementação.
  3. Modulação Hormonal Bioidêntica.
  4. Atividade física, controle do strees, normalização do sono e outras ações …
  5. Controle do peso, se necessário, com uso do hcg(gonadotrofina coriônica humana) e mais dieta.

Existe uma larga experiência internacional disponível. Também a experiência clínica de renomados médicos brasileiros  confirmam os resultados. Mas algumas pessoas emitem opiniões sem conhecimento de causa, gerando confusão, que pode ser evitada pesquisando na internet, basta digitar o assunto no Google ou no youtube.

Informações

SEDE: CENTRO CLÍNICO OSWALDO CRUZ
Rua Uruguai, nº 1708, Horizontina, R.S
C.E.P.: 98920.000
Fone: 0XX35371400
E-mail: brandao@brandaoippec.com