,

Confira os destaques de Hammes Imóveis de Crissiumal 11-09-2017

HAMMES IMÓVEIS VENDE:

Área de 18,6 hectares, na Linha Fátima.
15 hectares mecanizada, de alta produção de grãos, com casa boa de alvenaria, galpão, chiqueiro e estrebaria. R$ 300.000,00


Área de 24.785m² na Esquina Gaúcha, com casa de alto padrão de 120m², 3 quartos, 3 banheiros e demais dependências.
Garagem 70m² com salão de festas, banheiro e cozinha.
Galpão 70m². Caixa d’água 15.000lt
R$ 180.000,00


Casa de alvenaria 196m² num terreno de 500m² na Rua Buricá, em frente ao campo de areia.
5 quartos, 2 banheiros, garagem e demais cômodos, com possibilidade de sala comercial no 1º pavimento.
Recebe área de terra até 5km da cidade.
R$ 230.000,00


Terreno de 730m² com duas casas:
– Uma de madeira de 63m², três quartos e demais dependências, na esquina das Ruas Coroados e Engenho;
– E outra casa mista de 50m², de frente pra Rua do Engenho.
Neste terreno tem a opção para construir mais uma casa.
R$ 155.000,00


Galpão Industrial metálico 700m², terreno com 4000m², luz trifásica, em Vista Alegre, de frente para a RS 207.

R$ 20.000,00 de entrada + 60 parcelas fixas de R$ 5.000,00


HOTEL E RESTAURANTE bem no centro de Crissiumal.

Restaurante 400m² de construção, mobiliário completo, com capacidade de atendimento de até 200 pessoas.
Hotel 424m² com 17 apartamentos, com capacidade de hospedagem para até 40 pessoas com todo o mobiliário.

Possibilidade de venda do mobiliário interno e aluguel do prédio.

,

Nova Candelária divulga cronograma de atividades para a Semana Farroupilha

O mês de setembro inicia cheio de festividades. Já no seu primeiro dia do mês, Prefeituras, escolas e comunidade direcionam suas atenções à Semana da Pátria, que se estende até o feriado de 07 de setembro, dia em que se comemora o aniversário de Independência do Brasil, declarada por Dom Pedro I em 1822.

Logo em seguida iniciam-se as preparações e atividades alusivas à Semana Farroupilha, que é dedicada ao culto as tradições gaúchas. O evento lembra o começo da Revolução Farroupilha, a mais longa revolução do Brasil, durando aproximadamente dez anos na busca pelos ideais: liberdade, igualdade e humanidade. Prendas e peões, muito chimarrão, churrasco e carreteiro de charque fazem parte da programação, bem como apresentações artísticas das invernadas de diversos centros de tradições gaúchas, guarda da chama crioula, cavalgadas e muito mais.

No município de Nova Candelária na sexta-feira, dia 08 de setembro, inicia com programação ao meio dia, com almoço em Duas Pontes, na sede do Riograndense. Às 14h00min está programada a saída dos Cavalarianos para buscar a Chama Crioula, no município de Humaitá.

No sábado, a principal programação está marcada para as 18h00min, no Cemitério de São Miguel do Reúno. No local, haverá uma homenagem ao Sr. Romeu Jacinto Erthal, falecido no dia 29 de março de 2017.

Dentre todas as atividades previstas, destaca-se a do dia 17 de setembro, domingo, onde haverá a partir das 9h30min a tradicional Missa Crioula e Festa do Costelão. Na ocasião, as invernadas artísticas do Piquete Marca da Ferradura farão suas apresentações e a animação será por conta do Grupo Herança Campeira do Sul.

No dia 20 de setembro, está programado para às 16h00min a cerimônia de extinção da Chama Crioula, em frente à Prefeitura. Mas as atividades seguem até o sábado, 30 de setembro, com a apresentação das invernadas na Escola Estadual de Ensino Médio Nossa Senhora da Purificação.

Confira a programação completa no folder da Semana Farroupilha e participe das atividades. Evidencie sua cultura!

Por: Assessoria de Imprensa PM Nova Candelária.

,

Fotos do Baile de Cuca e Linguiça no Paroquial Católico de Crissiumal

No dia 02 de setembro, a Comunidade Católica de Crissiumal promoveu o tradicional Baile da Cuca e Linguiça. O evento aconteceu no Salão Paroquial e reuniu um grande público, muita gente bonita que dançou e se divertiu ao som da Banda Produção Musical. Foi uma noite especial, com um clima agradável e a oportunidade de confraternizar com os amigos. Os membros da diretoria agradecem a presença de todos.

Galeria de Fotos:

,

14ª Feicap realizará prestação de contas

Feira movimentou Três Passos e Região durante o mês de abril

Valorizando sempre transparência e idoneidade, a Comissão Central da 14ª Feira Exposição Industrial, Comercial e Agropecuária de Três Passos (Feicap), estará apresentando na próxima segunda-feira, dia 12 de setembro, o balanço financeiro da feira que ocorreu nos dias 18 a 23 de abril deste ano.

A solenidade de prestação de contas acontece no Auditório do Centro Empresarial, altos da CACIS, com início às 8:00 horas.

Confirmações até o dia 09 de setembro na secretaria da feira no telefone 55 3522 2001.

Fabiane Egwardt – Secretária Executiva 14ª FEICAP

,

Jovem crissiumalense é contratada pela Seleção Paraguaia de Futsal Feminino

A jovem crissiumalense Débora Cristina Hertz Häefliger (25 anos de idade), desembarcou ontem (31) no Paraguai, para mais um novo desafio em sua vida – representar a Seleção Feminina Paraguaia de Futsal. Ela é filha de Ernani Vilmar Häefliger e Maria Goreti Hertz Häefliger.

Débora residia em Ijuí, onde cursava a graduação. Até então, não jogava profissionalmente, mas há 6 meses recebeu um convite para fazer parte da equipe AAPF de Augusto Pestana, assumindo também os trabalhos físicos e coordenação da equipe. “Meu currículo no futsal é mínimo, participo somente de torneios pela região, em preparação para enfrentar o estadual feminino pela AAPF, em 2018”, disse a jogadora.

Ana Flávia, Bruna Carolina e Débora Cristina

Hoje ela está no Paraguai,na cidade de Campo 9, onde junto com as companheiras de equipe Ana Flavia Muller e Bruna Carolina Caetano, irão disputar uma competição representando a seleção do Paraguai de futebol de salão.

O talento de Débora no esporte foi descobertocom base no que apresentava em quadra, ou seja, por mérito de muito trabalho e dedicação, acabou sendo indicada para o futebol profissional.

Em entrevista exclusiva ao Jornal Colonial, Débora falou que ainda não tem patrocinadores, mas que joga por amor à modalidade, ao esporte.“Deixo a minha alegria exposta com essa oportunidade que recebi, onde portas se abrem para mostrar o meu trabalho. Deixo também uma mensagem para as meninas que gostam da modalidade e tem um sonho de criança como era o meu, que às vezes mesmo desacreditado, na vida tudo acontece conforme a importância que se dá às coisas!Trabalhe duro e em silêncio, deixe que seu sucesso faça barulho! Desde já, minha gratidão às pessoas que vem me apoiando nessa etapa”, finalizou a jogadora Débora.

,

Ato Cívico de abertura da Semana da Pátria aconteceu na manhã de hoje

Momento para demonstrar Patriotismo e Amor ao nosso País aconteceu na Praça da Matriz

A Semana da Pátria, que iniciou hoje, 1º de setembro, é um período dedicado a homenagear a Pátria Brasil, despertar os sentimentos de amor e civismo, e também lembrar aqueles que foram importantes no processo de independência do Brasil.

Focados nesse princípio, na manhã desta sexta-feira, dia 1º, a Administração Pública Municipal de Crisisumal realizou a solenidade oficial de abertura das comemorações da Semana da Pátria.  A hora cívica e o hasteamento das Bandeiras ocorreram no palanque oficial da Praça 25 de Julho (Praça da Matriz), e contou com autoridades do poder Executivo, Legislativo e Judiciário do Município, e demais lideranças.

O prefeito municipal Roberto Bergmann, em seu pronunciamento, enfatizou a importância de conservar o sentimento cívico, destacando que exercer a cidadania nos dias de hoje exige, de cada brasileiro, assumir postura crítica e participativa na construção do País. Lembrou, também, dos 195 anos de Independência do Brasil, comemorados este ano, e acentuou que a Independência do Brasil é construída a cada dia, com o compromisso por uma educação melhor, por uma sociedade mais humana e menos desigual. Bergmann destacou, ainda, a necessidade de retomar as disciplinas de Educação Moral e Cívica e Organização Social e Política Brasileira, extintas do conteúdo escolar, que são fundamentais para conservar o sentimento pátrio.

O Fogo Simbólico da Pátria foi conduzido até a Pira, por alunos das Escolas Municipais e Estaduais, APAE e ABEMEC. As apresentações comemorativas ao Ato Cívico foram realizadas pela Banda da EEEF La Salle e Banda da EEEM Uruguai, Grupo Municipal Encanto e Arte, EEEM Ponche Verde, EMEF Madre Paulina e EEEM Rocha Pombo. As Escolas participantes, em suas apresentações, destacaram elementos indispensáveis para a construção de uma sociedade melhor para todos, mostrando a diversidade cultural brasileira.

Fonte/Fotos: Andréia Cristina Queiroz- Jornalista e Assessora de Imprensa da Prefeitura de Crissiumal

,

Professora do Ponche Verde desenvolve projeto de estimulação da leitura e escrita

Alunos do 1º ano do fundamental realizam apresentações na própria escola como também em outras instituições de ensino de Crissiumal

Visando estimular a leitura e escrita dos alunos das séries inicias do colégio Ponche Verde, a Professora Patrícia Meurer está realizando um projeto muito interessante de leitura, que inclusive conta com ações fora da escola. O projeto está sendo executado com a turma do 1º ano do Ensino Fundamental, turma de alfabetização (leitura e escrita).

Objetivos do Projeto

Com o título “Hora do conto em diferentes contextos sociais, no município de Crissiumal”, o projeto tem como objetivo auxiliar no processo de alfabetização e no desenvolvimento oral de historinhas, promover ações de integração com a sociedade, agenciar momentos de diversão, criatividade, ações que estimulem a cooperação e solidariedade. Esse conjunto de ações possibilita que os alunos aprendam a interagir desde cedo com diferentes públicos, seja com crianças, jovens, adultos ou pessoas com necessidades especiais.

De acordo com Patrícia, este trabalho será concluído ainda neste ano, sendo que no próximo ano (2018), o projeto com todo cronograma de atividades e o respectivo relatório dos resultados, será encaminhado para o Ministério da Educação para concorrer com demais projetos de leitura.

“Desde o princípio, meu foco era ir além da alfabetização dos meus alunos, pois também pensava que estas ações – de levar eles para diferentes contextos da sociedade – trariam benefícios significativos para si como também com aqueles que fossem interagir”, comentou.

Como iniciou este projeto

As ações começaram a ser desenvolvidas aos poucos, sendo que num primeiro momento, a hora do conto acontecia somente para as turmas dos anos iniciais da própria escola Ponche Verde. A primeira apresentação da hora do conto foi para o 2º ano do Fundamental, com a historinha “O Sanduíche da Maricota”, em técnica de fantoches.

Depois chegou a vez de outras turmas de séries iniciais receberem a hora do conto. As historinhas foram contadas em diferentes técnicas como, caixa de linguaruda, dedoches em luvas, maleta de fantoches e caixas com personagens móveis. Nessas oportunidades, os alunos recontaram do seu jeito fábulas como, Os Três Porquinhos, Cinderela, O Patinho Feio, Cachinhos Dourados e os Três Ursos.

“Começamos a realizar a hora do conto no Ponche, porque, como não temos turmas de pré, os que ingressam no 1º ano são sempre alunos novos vindos de outras escolas, e essa é uma oportunidade de todas séries iniciais se conhecer e interagir. Eis também um passo importante para desinibição, aprender a falar em público”, explicou Patrícia.

Alunos do Ponche Verde realizam apresentações na APAE

O terceiro passo foi levar essas apresentações para outros cenários da sociedade. Portanto, foi realizada a hora do conto na APAE de Crissiumal para alunos do EJA, funcionários, professores e coordenação pedagógica, na tarde de segunda-feira (28). Foram utilizados contos clássicos, porém, apresentados de diferentes formas.

“Considerando a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, a hora do conto foi uma maneira de oferecer algo diferente para os dois públicos (alunos da APAE e escola regular), sendo esta também mais uma ação que veio de encontro ao objetivo de integração com diferentes contextos e pessoas”, disse a Professora. Em meio a troca de abraços, também foi entregue um pequeno mimo aos alunos apaeanos, confeccionados pelas crianças do Ponche.

Entrega de mimos e troca de abraços entre os alunos

Projeto trouxe experiências positivas

Prof. Patrícia Meurer

“Essa ação foi maravilhosa, pois tivemos contato com um público que poucos alunos da minha turma conheciam, e assim, aprenderam a repensar conceitos e atitudes”, avaliou Patrícia. A ação na APAE foi tão positiva que foram convidados a retornar em outubro, na semana da criança, com outra hora do conto.

“Queremos dar continuidade em outras entidades de Crissiumal até o mês de dezembro. São pequenas ações… podem até ser historinhas simples, mas com elas estamos investindo nas crianças, que são o nosso futuro e que devem ser cidadãos mais solidários com o próximo”, finalizou a Professora.

,

Maracujá do Mato Grosso: Conheça um pouco mais sobre essa fruta exótica

Na segunda-feira (21), a equipe do Jornal Colonial esteve na empresa Motomar Oficina Mecânica para conversar com seu proprietário Mario Kerber, que cultiva no quintal de casa uma espécie de fruta exótica, pouco conhecida em nossa região – Maracujá do Mato Grosso. O nome científico dessa fruta é Sicana odorífera, mas conforme a região brasileira é conhecida por diversos nomes: croá, coroá, melão caboclo, fruta mortadela, jamelão, melão de cipó, fruta-maracujá e maracujá do mato grosso.

Conforme a fruta amadurece muda de cor, passando do verde para alaranjado e, por fim, em tons avermelhados. Mário conseguiu sementes de um amigo do Mato Grosso, e disse que sua família adora o suco desta fruta, que tem o sabor muito parecido com maracujá, porém, mais adocicado.

Maracujá do Mato Grosso

Nativa da América Tropical, é uma espécie rara, pouco encontrada na natureza. As plantas atualmente cultivadas tiveram procedência do Pantanal no Mato Grosso do Norte e no Mato Grosso do Sul, Brasil. É uma trepadeira rústica e muito vigorosa, suas folhas são parecidas com folhas de chuchu.

Como pode-se observar na foto, o fruto é cilíndrico e pode medir cerca de 30 a 60 cm de comprimento por 10 a 25 cm de diâmetro. Mário comentou que há alguns meses atrás, a planta havia florescido bastante, mas poucas flores resultaram em frutos.

O suco tem uma espuma natural densa e pode ser bebido ou feito sorvetes. A polpa perto da casca é mais firme e mais cremosa e pode ser usada também em sucos, sorvetes, sopas geladas, cremes ou vitamina de frutas. Contém fibras, cálcio, fósforo, caroteno, tiamina, riboflavina, niacima e vitamina C.

Se cultivado em lugares com clima mais amenos no inverno e sem geadas, a planta sobrevive por 2 ou 3 anos, nesse caso deve-se fazer poda de todos os ramos com diâmetro inferior a 2 cm de diâmetro. Os frutos amadurecem nos meses de abril a agosto.

As pessoas que tiverem interesse em plantar sementes dessa fruta exótica, no final do mês de setembro, Mário irá doar sementes.

,

Crissiumal conta com nova Agroindústria para comercialização de Mandioca embalada a vácuo

Na quarta-feira, dia 23 de agosto, o agricultor crissiumalense Luiz José Jungblut recebeu a equipe do Jornal Colonial em sua propriedade para apresentar o seu mais novo empreendimento – a Agroindústria Verde Vida.

A família Jungblut já era conhecida na região pelo trabalho de Hortigranjeiros, porém, preocupados principalmente com a segurança alimentar dos consumidores e também pensando em uma geração de renda nos períodos de entressafra das hortaliças, tiveram a idéia de investir na agroindústria para comercializar mandioca descascada e embalada a vácuo.

Luiz garante que a qualidade é o maior diferencial da mandioca comercializada por eles, e explica porquê: “Nosso produto segue um processo padrão de higienização acompanhado pela Engenheira Química Lilian Klein, pelo Fiscal Sanitário Milton Klein e contamos com a assessoria da ANVISA”. Além do certificado estadual da ANVISA, a Agroindústria Verde Vida também possui alvará Municipal e em breve terá em seus produtos o selo Sabor Gaúcho, que foi encaminhado por intermédio da Emater e já foi aprovado pelo Estado, restando apenas sua publicação no Diário Oficial.

Mandioca Verde Vida (embalada a vácuo) já está sendo comercializada na região

De acordo com o Engenheiro Agrônomo da Emater, Fernando Leichtweis, o selo Sabor Gaúcho representa que determinado produto é produzido dentro dos parâmetros/padrões exigidos pela ANVISA e Vigilância Sanitária, o que garante a segurança alimentar.

Luiz comentou que o empreendimento foi possível graças ao empenho de muitas pessoas, e agradeceu de modo especial ao Fiscal Sanitário Milton Klein, que semanalmente visitou a propriedade para instruir e acompanhar a obra, para que tudo ficasse de acordo com as exigências do Município e do Estado. Agradeceu também à equipe de profissionais da Secretaria Municipal da Agricultura, da Emater, à Engenheira Química e a todos que contribuíram para que o projeto se concretizasse.

Processo produtivo

Toda mandioca comercializada é produzida pela família Jungblut. Após a colheita, a mandioca é levada até a agroindústria onde é feita uma pré-lavagem das raízes (tubérculos). Depois, entra para a sala suja onde a mandioca é descascada e é feita mais uma pré-limpeza. Dentro de caixas brancas de plástico, a mandioca é transferida para a sala de manipulação, onde é feita mais uma seleção e o processo final de higienização. Depois de selecionadas, as raízes são emergidas em um tanque com água clorada para

Máquina de embalar a vácuo

eliminar as bactérias (o percentual de cloro é calculado pela Engenheira Química). Após 10 minutos, a mandioca é enxaguada em um segundo tanque, com água limpa, estando assim, pronta para ser embalada.

Tanques de decantação, para tratamento da água após o processo produtivo

A empresa investiu em uma máquina de embalar a vácuo, que automaticamente retira o ar e sela as embalagens. Para finalizar, os pacotes são rotulados, é colocado o número do lote e o prazo de validade que é de 12 meses. Luiz comentou que em todos os lotes é feito um teste de cozimento.

A água utilizada durante o processo produtivo, antes de voltar para o meio ambiente, passa por um Sistema de Decantação que separa as partículas da água.

Estrutura física

Dentro da agroindústria nenhum móvel pode ser de madeira. Os equipamentos são de aço inox e plástico, as paredes foram revestidas e pintadas com tinta especial, o banheiro foi feito do lado de fora, há uma depósito, vestuário, tudo identificado com placas. Luiz comentou que durante a fase de planejamento conversou também com proprietários de agroindústrias de mandioca de outros municípios, a fim de trocar idéias.

Sala de Manipulação

Vendas

Atualmente estão produzindo cerca de 300kg de mandioca por semana, porém, a meta para o próximo ano é chegar em 750km por semana. Já estão plantando ramas de mandioca Ceasa para a próxima safra. A idéia é acrescentar mais 4 hectares de área plantada. Atualmente, as vendas são feitas em Crissiumal e alguns municípios mais próximos.

Espaço onde a mandioca é descascada e lavada (sala suja)

“Este é um trabalho que gera bastante mão de obra, por isso é ideal para a agricultura familiar, pois normalmente os grandes produtores não se interessam nestes tipos de produção. Para nós que já trabalhamos com hortaliças, a mandioca é ideal para uma fonte de renda na entressafra das verduras, e os mesmos funcionários da horticultura nos auxiliam na nova agroindústria”, comentou Luiz.

A Agroindústria Verde Vida é associada à cooperativa Fonte Nova de Crissiumal.

Depoimento da Secretaria da Agricultura

A Secretaria da Agricultura tem dado apoio a essas iniciativas, vem fazendo seu papel no que a agroindústria necessita para o funcionamento, principalmente na parte documental, como as licenças para funcionamento, também se colocando a disposição de outras ações que possam beneficiar o bom andamento das atividades.

A agroindústria Verde Vida vem sendo acompanhada desde seu inicio, se sabe da importância que tem quando um empreendimento rural tem uma finalidade e dele se tem conseguindo o retorno desejado à família, muitas vezes se tornando a atividade principal da propriedade na questão do retorno financeiro.

A Secretaria da Agricultura coloca seus profissionais e suas ações a disposição de todas agroindústrias do município, pois a intenção é dar condições de produção não só em quantidade mas principalmente em qualidade dos já em atividade e de possíveis novos empreendimentos.

,

Conheça a contemplada da Cesta de Perfumes e Cosméticos sorteada pela Loja Fataly

Nesta segunda-feira, por volta das 14h30min, a Loja Fataly de Crissiumal realizou o sorteio de uma Cesta com produtos da Natura e O Boticário.

O sorteio foi realizado na presença de colaboradoras e clientes, sendo que a contemplada foi Djenifer Hermes.

A proprietária da Loja, Eliana Kist, agradece a todos os amigos e clientes que visitaram as novas instalações da loja e efetuaram suas compras. Ao longo do ano, deverão ser sorteados mais prêmios e brindes surpresa entre os clientes.

Às pessoas que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer a nova Loja Fataly, a mesma está localizada na Rua Guarita 509, no centro de Crissiumal, próximo ao Studio Schlosser.

Veja mais fotos do sorteio: